Obrigada pela visita! Thank you for your visit! Kiitos käynnistä!

domingo, 29 de janeiro de 2017

Morfina


Já são quase quatro da tarde no monitor.
O dia está pegando seu trem de partida
E eu conto com um minuto a mais
Para tentar aliviar essa dor.

São dias e noites e dias que se confundem.
Palavras que machucam, murros que confortam
No desespero da hora que não passa nunca,
Encobrindo o grito com uma música de fundo
Que hoje, de repente, perdeu o significado.

E na intenção de rimar as palavras 
Encontro-me perdida na vastidão de significados.
Tantos são que eu talvez não saiba mais usar,
Apenas prostituir letra a letra para aliviar o desespero
Que outrora, disseram, era passageiro.

Tudo parece perdido - talvez realmente esteja - 
Mas não quero ver, não quero sentir, não quero saber.
Possam as palavras ser outra vez a morfina
Que procuro para aliviar a dor da alma
Para matar no corpo, pouco a pouco
Tudo o que a mente não quer aceitar...
... e ainda não são quatro da tarde.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...