Obrigada pela visita! Thank you for your visit! Kiitos käynnistä!

sábado, 7 de julho de 2012

Palavras escritas do íntimo de um coração




Queria eu ter direito a sonhar esta noite...
Roubadas foram todas as minhas fantasias
Só o desencanto acalenta o meu agora
Já que está perdida minha lira, meu verso, meu eu,
E minhas rimas - insuportáveis agonias
Têm significância apenas para quem também chora.


Pois antes tinha tudo, um castelo de paredes firmes,
Bases sustentadas no mais duro concreto:
E desmoronou, pouco a pouco, bem diante do meu olhar,
Assisti a decadência do meu mundo.
Oh... como estive um dia tão perto
De meus maiores desejos poder saciar!


Não! Não me conformei ainda com a costumeira derrota
Nem quis, por mais uma vez, dar atenção à minha razão.
Sentimentos - se soubessem como os odeio nesse momento!
Enquanto me rasgam de dentro para fora,
Abrindo sob meus pés um abismo chamado solidão
Eu grito, choro e por fim morro - só meu tormento!


~Tany~ July 07th, 2012

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Inércia


Quem nunca sonhou
em banhar os olhos no brilho da lua
estar coberta de luz e ainda nua?

Quem não ousou sentir
e dispersa em lágrimas suspirar
ouvindo o som da noite no silêncio do luar?

Quem, na infinita escuridão,
vendo o brilho de um astro sem vida
não há de querer permanecer
nesta inércia de dores adormecida?


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...