Obrigada pela visita! Thank you for your visit! Kiitos käynnistä!

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Relógios

Assim a vida passa, mas o tempo fica
Não é possível acompanhar os ponteiros do relógio
Que correm freneticamente, em um segundo eterno
- E de repente tudo é passado.

Manhãs e tardes e noites se confundem
Na mesma cronologia incessante de todos os dias
Que não permite voltas, que não dá folego ao futuro
 - E o presente fica estagnado.

Entre essas horas, minutos, segundos e semanas
Perdem-se lágrimas, desencontram-se sorrisos e gravam-se memórias
Que no embalar angustiante das batidas do relógio dançam
- E, indiferente, o tempo corre parado.

~Tany, 08/09/2016


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...